Revolução, Nostalgia e Jonas Brothers.

Posted: terça-feira, 19 de maio de 2009 by Jean in Marcadores: ,
6

Incrível como a mediocridade humana pode superar os limites do absurdo. Fico espantado ao olhar para o cenário mundial e posso afirmar categoricamente que o "mundo dá voltas".

Algumas para melhor, outras nem tanto. Porém o fato é que de 10 anos pra cá muita coisa mudou no nosso planeta.


Um presidente de potência mundial negro, uma epidemia fora de controle que surgiu de um porco, e a nova turne do Jonas Brothers.

Quanto a epidemia e ao Barack tudo bem. Mas uma banda como o Jonas Brothers em uma turnê aqui no Brasil! Quem diria que eu viveria para ver este dia.

... Macacos me mordam!!!

Agora entendo Kurt Cobain.
Creio que ele preferiu estourar seus miolos ao ver o mundo passar por tais mudanças. Principalmente na música.


Não sei quanto a você,mas eu sou da geração 80's e início dos 90's.
Da geração onde os programas de tv eram educativos e divertidos, da época em que brincávamos na rua até tarde e da época em que a música servia para transmitir uma mensagem ao ouvinte e não somente distrai-lo.


As músicas serviam para inspirar mudanças sociais e para sacudir os jovens quanto a direção em que o mundo estava tomando.

Mas então eis que veio a geração dos "Irmãos de Jonas" com uma música cuja mensagem é apenas embecilizante e sem sal.

Parece-me que o objetivo das músicas é apenas tocar os ouvidos e não mais o coração e a mente.

As letras falam de superficialidade e futilidades.
Mas aonde está aquele grito de mudança que ecoava pelo Brasil como "Ideologia, eu quero uma pra viver", ou, "mas agora chegou nossa vez, vamos cuspir de volta o lixo em cima de vocês..."???


Quem sabe você se lembre daquela que dizia "Nas favelas, no senado, sujeira pra todo lado... Que país é esse?"... Lembrou?
E daquela que falava: " A solução pro nosso povo eu vou dar... A solução é alugar o Brasil...".

Ou daquela que dizia: "A gente não sabemos nem escolher presidente...Inútil... A GENTE SOMOS INÚTIL!!!"

Bons tempos aqueles não eram? Lembra do que é sentir a chama da revolta e da insatisfação acesa?
Lembra como eram bons os debates políticos e do
impeachment?
Lembra como era bom você viver para lutar por seus ideais e por um futuro melhor para você e seus filhos?


Bons tempos... Que já caíram no esquecimento.

Hoje as músicas nos "embalam".
Sim. Elas "embalam" os bois em direção ao matadouro do conforto e da cumplicidade quanto a vergonha nacional.

Enquanto as músicas de antigamente nos motivavam a levantar da cadeira, lutar contra a injustiça e morrer pelos objetivos em que se acreditava, as musicas de hoje nos inspiram a colocar confortavelmente nossas bundas sobra o sofá, ligar a tv, assistir a mais um capítulo de malhação e ver pelo jornal nacional o mundo explodir em miséria e desgraça.

Claro que tudo isso desfrutando de um confortável fundo musical dos Jonas Brothers (tudo isso sem levantar a bunda do lugar...).

Creio que por isso tantos astros e lendas da música se mataram ou se afundaram em drogas. Era pra não precisar ver e nem ouvir as suas músicas sendo cantadas de forma torpe no American Idol ou Ídolos. Ou ainda serem obrigados a disputar lugar na mídia com umas tranqueiras dessas.

Ah! Pro inferno com eles e todo esse lixo musical que aí está!!!

Se o futuro do nosso planeta depender desses acéfalos que idolatram uma porcaria de banda como o Jonas Brothers, então eu espero que o mundo acabe logo!!!

Preferencialmente antes do dia 23
, pra não precisar ler os comentários nos jornais sobre a merda do show deles no Brasil... xD

Cosmonauta - 5 Centímetros por Segundo

Posted: domingo, 17 de maio de 2009 by Jean in Marcadores: ,
3

Olá amigos.
Creio que ninguém dos leitores sabe o verdadeiro significado de meu nome e do nome deste blog: Cosmonauta.


Essa inspiração veio a mim após assistir uma animação primorosa de Makoto Shinkai intitulada Byousoku 5 centimeter ou 5 centímetros por segundo, o que seria a velocidade em que a flor da cerejeira(sakura) cai da árvore, ou a velocidade em que duas pessoas se distanciam uma da outra ao andarem para sentidos opostos.

Este maravilhoso filme jamais poderá ser descrito através de palavras. Os sentimentos provocados por ele até hoje me são indescritíveis. Mas em minha dureza de palavras tentarei lhes transmitir um pouco desta obra prima de Makoto Shinkai.

O filme é composta de 3 histórias curtas :Okasho, Cosmonaut, and Byosoku go Senchimetoru .

A primeira sobra a infância, a segunda sobre a adolescência e a terceira sobre a maturidade e o desfecho da trama.

As histórias tratam principalmente do amor e da distância, a dor e a saudades, a decepção e a busca pela paz, o desejo e a frustração. Outro tema central do filme é o tempo, que transforma a ampulheta em uma arma mortal a um coração apaixonado.


Outra menção que faço é a qualidade da animação e os detalhes estonteantes do céu.
O mundo real parecerá sem graça em comparação ao céu lindo e indecifrável deste filme.


A trama, a história e o enredo simplesmente me cativaram. A história é um romance onde os sentimentos e os martírios reais foram descritos com uma sensibilidade tão grande que chega a emocionar.
E por mais que eu queira, não consigo nem pensar em como descrever todos os sentimentos e sensações que esta obra me provocaram.


Somente um coração apaixonado poderá entender do que se trata este filme e somente aos que já amaram de verdade ao menos uma vez na vida conseguirão compartilhar comigo de tamanho assombro ante a esta obra.

E com 5 Centímetros por Segundo, aprendi um novo significado da palavra Cosmonauta.

Creio que todos nós temos um pouco disso em nosso corações.

O amor e a lembrança do que deixamos para trás. A alegria e a frustração de nunca mais conseguir voltar no tempo e a dor de sonhar com algo que nunca mais iremos alcançar.

O amor inocente que ocorre apenas uma vez na vida...

Tudo isso me transformaram em um Cosmonauta.
E como tal, ainda olho para o céu, e ainda sonho com algo muito maior do que eu...


Lhes deixo a música que encerra o filme de forma maestral. O link para download dela estará no fim do post e quanto ao filme, se alguém o quiser eu posso lhes mandar, basta me enviar um e-mail : cosmonauta.br@hotmail.com

Abraços deste Cosmonauta e bom filme!!!!


ONE MORE TIME, ONE MORE CHANCE
Yamazaki Masayoshi


Quanto mais tenho que perder antes do meu coração ser perdoado?
Quanta dor mais eu terei que sofrer, para te encontrar novamente?
Mais uma vez, oh estações, não desapareçam
Mais uma vez, enquanto estávamos brincando por aí

Quando quer que brigássemos, Era eu quem sempre desistia primeiro, certo?
Sua natureza egoísta que me fez me apaixonar por você ainda mais
Mais uma chance, as memórias pararam minhas pernas
Mais uma chance, Eu não posso escolher meu próximo destino

Eu estou sempre procurando por sua imagem aparecer em algum lugar
Na plataforma oposta, Na janela junto do beco
Mesmo sabendo que você não deveria estar em um lugar assim
Se meu desejo tivesse que se tornar realidade, Eu estaria do seu lado daqui em diante
Não existiria nada que eu não pudesse fazer
Eu colocaria tudo à risca e te abraçaria forte, Eu te mostraria.

Se eu somente quisesse distrair minha solidão, qualquer uma teria sido o suficiente.
As estrelas parecem estar caindo pela noite, o porquê de eu não poder mentir para mim mesmo
Mais uma vez, oh estações, não desapareçam
Mais uma vez, enquanto estávamos brincando por aí

Eu estou sempre procurando por sua imagem aparecer em qualquer lugar
Até quando estou atravessando a rua, Até no meio dos meus sonhos
Mesmo sabendo que você não deveria estar em um lugar assim
Se um milagre pudesse acontecer, Eu gostaria de te mostrar imediatamente
Uma nova manhã, quem eu vou ser a partir de agora..
E as palavras que eu nunca disse: Eu te amo.

As memórias do verão estão retornando
Minha palpitação de repende sumiu..

Eu estou sempre procurando por sua imagem aparecer em algum lugar
Na escuridão das ruas, no Sakuragi-Cho
Mesmo sabendo que você não deveria estar em um lugar assim
Se meu desejo tivesse que se tornar realidade, Eu gostaria de retornar para o seu lado
Não existiria nada que eu não pudesse fazer
Eu colocaria tudo à risca e te abraçaria forte, Eu te mostraria.

Eu estou sempre procurando por seus fragmentos aparecerem em algum lugar
Numa loja de viajantes, Numa loja de jornais na esquina
Mesmo sabendo que você não deveria estar em um lugar assim
Se um milagre pudesse acontecer, Eu gostaria de te mostrar imediatamente
Uma nova manhã, quem eu vou ser a partir de agora..
E as palavras que eu nunca disse: Eu te amo.

Eu acabo sempre procurando por seu sorriso aparecer em algum lugar
No cruzamento dos trilhos do trem, esperando o expresso passar
Mesmo sabendo que eu não deveria estar um lugar assim
Se nossas vidas pudessem ser recomeçadas
Não importa quantas vezes fossem, Eu voltaria para você
O que eu poderia querer, depois não seria mais nada..
Nada que não fosse você!

-=-=-=-=-=-=-=-



http://www.4shared.com/file/105977917/11f0b1f8/One_more_time_One_more_chance.html

Sobre minha dor...

Posted: segunda-feira, 11 de maio de 2009 by Jean in Marcadores:
4

Preciso correr. Preciso lutar. Preciso cruzar a linha de chegada e preciso ser paciente.
Aprendi a desistir de meus sonhos em busca de uma vida "segura", e a única segurança que eu tenho é de que algo está errado comigo.
Ao mesmo tempo que eu amadureço, parece que perco mais a minha identidade.
Já encontro um estranho em frente ao espelho, e não consigo nem mais chorar.

Eu desisti da música e desisti de minhas próprias vontades. Eu desisti de lutar e decidi ir com a multidão para o abate. E isso é ruim? Morrer na certeza de que vivi de acordo com os padrões societários e hipócritas. Isso é incerteza.

Na verdade olho para trás e nem vejo mais a ponte de onde pulei. Já não ouço mais sua voz e nem sinto mais o vento.
Estou entorpecido pelas minhas escolhas e estou sangrando graças as minhas atitudes.
Quem sabe se eu não me apegasse tanto ao que deixei...
Quem sabe se eu fosse diferente e simplesmente fechasse os olhos e aguardasse a morte chegar.

Quando será que conseguirei deixar de ser racional?

Liberdade de Expressão

É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da "argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.

Importante!!!

Todos os links e arquivos que se encontram no site, estão hospedados na própria Internet, somente indicamos onde se encontra. Qualquer arquivo protegido por algum tipo de lei deve permanecer, no máximo, 24 horas em seu computador. - Eles podem ser baixados apenas para teste, devendo o usuário apaga-lo ou compra-lo após 24 horas. - A Aquisição desses arquivos pela internet é de única e exclusiva responsabilidade do usuário. - Os donos, webmasters e qualquer outra pessoa que tenha relacionamento com a produção do site, não tem responsabilidade alguma sobre os arquivos que o usuário venha a baixar e para que irá utilizá-los. - O usuário que utilizar o site, tem total conhecimento, e aceita os termos referidos acima.