Aikido - Bonenkai 2009 - Shugyo Curitiba e Kawai Shihan em Florianópolis!

Posted: segunda-feira, 14 de dezembro de 2009 by Jean in Marcadores:
1



Bom dia queridos amigos! Este fim de semana participei do Bonenkai lá em Florianópolis - SC, onde o dojo Shugio aonde eu treino se encontrou com nossos irmãos do Kawai Shinhan para comemorarmos o encerramento do ano de 2009.

Foi um evento lindo onde não faltaram amigos, treinos, risadas e muitas trocas de experiências.



Não existe nada melhor do que acordar as 5:30 da manhã, tomar um banho, vestir o dogi e ir a praia maravilhosa do Cacupé para treinar Aikido com nossos irmãos de budô.
Achei incrível como mesmo sendo dois dojos de estados diferentes e com Senseis diferentes, a harmonia, o amor e a fraternidade nos faziam ter a impressão de que todos nós já nos conheciamos a tempos e que realmente eramos uma grande e feliz familia.

Por isso aproveito este espaço no Blog para agradecer primeiramente a Deus pela oportunidade de ter passado o Bonenkai com pessoas tão maravilhosas como meus amigos do Shugyo e a todos os amigos e irmãos do Kawai Shihan Dojo em Florianópolis pelo amor, carinho, respeito e hospitalidade com que eles nos receberam.


Sensei Gilberto e Alessandro

Agradeço também ao Sensei Gilberto pela paciência, carinho e dedicação em nos ensinar as técnicas necessárias para o nosso crescimento espiritual e físico.



Sensei Carlos e Loruama...^^

E ao Carlos Sensei pela hospitalidade, pelo respeito e amor com que me proporcionou meu primeiro Jiyu Waza... =)

Domo arigato gozaimashita!!! ^^

Abraços a todos!!!

Dia 1 - Continue Respirando

Posted: sexta-feira, 4 de dezembro de 2009 by Jean in Marcadores: ,
1

Dia 1






Prenderei meu fôlego e darei um passo a frente... Será que você não percebe que alguém aguarda ansioso pelos teus sinais de fumaça? Um sorriso já basta. Não!
Um olhar. Só um olhar já basta... E será que esse foi mesmo pra mim?
...

Bah... lá vou eu exibindo aquele sorriso bobo novamente...
 ...

Uma mínima chance pra lhe contar meus segredos? Não?
Quer falar sobre o tempo? O tempo que perdi sem te conhecer? O tempo que quero passar ao seu lado? Ou sobre o tempo que pretendo tornar eterno com você?
...

Bah... lá vou eu me perdendo em devaneios novamente...
...

Passo a passo. Calma!
Respire fundo... Olhe pra esquerda e finja que não quer nada... Aproxime-se devagar e lance sobre ela aquele seu olhar conquistador. Eu tenho certeza de que ela não vai resistir.
Chegue perto o bastante pra lhe olhar bem fundo nos olhos e lhe entregar aquele beijo que estava guardado em seu peito.
Agora abrace-a forte e a leve pra dançar...
...

Bah... Se ao menos eu tivesse coragem para levantar desta cadeira...
...

Outros dias virão...
Tudo ficará bem...
Desde que eu continue respirando...

Realidade ou não...

Posted: quinta-feira, 19 de novembro de 2009 by Jean in Marcadores:
4


  Olho no relógio e são 11 horas.
Minha alma estava em paz.
Uma paz tão boa, que só é conquistada quando encontramos o verdadeiro amor.

...

Me senti como se envolto em nuvens de algodão. Algodão doce.
Em minha cabeça rolava uma daquelas música românticas do tipo Nickelback ou 3 Doors Down.
Eu percebi que tudo o que eu sempre quis estava diante de meus olhos e por você, eu os fechei. Tudo me pareceu uma cena clichê de um filme tipo "B" onde os apaixonados se entregam ao final feliz que foge a toda e qualquer lógica.
No fundo eu sabia que você provavelmente não era real, mas quem se importa com a realidade quando temos em mãos o que sempre sonhamos?

Bah!

O sonho sempre nos dá o que a realidade nos nega...

Amor Incondícional

Posted: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 by Jean in Marcadores: ,
0




"Estou em pé junto ao leito onde jaz uma jovem, seu rosto em pós-operatório; sua boca, retorcida com paralisia, tem um quê de palhaço. Um minúsculo ramo de seu nervo facial, aquele que controla os músculos da boca, foi removido. Ela ficará assim daqui em diante. O cirurgião havia conseguido com religioso fervor a curvatura da sua carne, isso eu podia garantir. No entanto, para remover o tumor da bochecha, tive que cortar aquele nervinho.

O jovem esposo dela está no quarto. Ele está em pé no lado oposto da cama e juntos eles parecem habitar a luz vespertina da lâmpada, isolados de mim, num mundo particular. Quem são eles, pergunto a mim mesmo, ele e esta distorcida boca que fiz, que olham-se um ao outro tão generosamente, com tanta avidez? A jovem fala:

-Minha boca vai ficar assim para sempre?
-Sim - digo. - Vai ficar assim porque o nervo foi cortado.
Ela assente e silencia. Mas o jovem sorri.
-Eu gosto - Diz ele. - Acho uma gracinha.

De repente sei quem ele é. Compreendo e baixo os olhos. Não devemos ser ousados na presença de um deus. Sem nenhum constrangimento, ele inclina-se para beijar a boca torta, e estou tão perto que consigo ver como ele entorta os próprios lábios para ajustá-los ao dela, para mostrar-lhe que o beijo deles ainda funciona..."*



*Richard SELZER, M.D., Mortal Lessons: Notes on the art of surgery. Nova York: Simon and Chuster, 1978, p.45,6 .
Extraído do livro O Evagelho Maltrapilho de Brennan Manning - Editora Mundo Cristão

Won’t you carry me home?

Posted: quarta-feira, 4 de novembro de 2009 by Jean in Marcadores:
0


"Ah... E quando eu abro os olhos e vejo o teu rosto tão de perto... Não existe nada melhor neste mundo!

A verdade é que me completo em você e sinto entre nós uma conexão que transcende o racional e o lógico. É algo simples e sem explicação.

[...]

Quando estou com você, sinto que posso voar e me sinto engaiolado pelo sentimento de dependência que eu criei de tí.

Sinto-me acorrentado aos seus vícios e manias. Eu admiro os teus defeitos e até odeio suas virtudes, e sempre me deixo levar pela sensação de paz e alegria que sinto em seus braços...

[...]

Por  favor Isabela... Leve-me novamente  para casa e me dê novamente aquele beijo apaixonado que anestesiará em mim a  falta que você me faz..."

Nostalgia... Lágrimas Sofridas - Los Hermanos

Posted: segunda-feira, 26 de outubro de 2009 by Jean in Marcadores:
1



Ó, minha menina bonitinha, eu te dei
Todo o meu carinho, meu aninho, eu te dei
Verdes campos, flores, amarelos, furta-cor
Dei a primavera, os sete mares, meu amor

Lágrimas sofridas e feridas do meu peito
Dei minha palavra, minha honra, meu respeito
Todas as verdades e olhares que podia
É com qual coragem que você me repudia

Ó, minha menina bonitinha, eu te dei
Vida de princesa, realeza, eu te dei
No meu ombro afago preocupado de um amigo
Jóia, casa, carro, seu sapato, seu vestido

Pra você princesa, dediquei a minha vida
Levo desse amor, o seu rancor e uma ferida
Apesar de tudo, minha linda, não te odeio
Mas sem tua boca inclino a morte sem receio

Dei pra ti as estrelas, os peixinhos e as aves
Todas as montanhas, nas escalas, dei as claves
Todas as cancões que eu fiz, eu fiz pra ti princesa
Tudo de mais belo que encontrei na natureza

(Lágrimas Sofridas - Los Hermanos) 
(Clique no Link acima para download da música) 

Indiferença

Posted: by Jean in Marcadores:
0


"O pior pecado contra os nossos semelhantes não é odia-los, mas ser indiferentes para com eles." (George Bernand Shaw)

Lucas 10 : 25-37

25 E eis que se levantou certo doutor da lei e, para o experimentar, disse: Mestre, que farei para herdar a vida eterna?
26 Perguntou-lhe Jesus: Que está escrito na lei? Como lês tu?
27 Respondeu-lhe ele: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo.
28 Tornou-lhe Jesus: Respondeste bem; faze isso, e viverás.
29 Ele, porém, querendo justificar-se, perguntou a Jesus: E quem é o meu próximo?
30 Jesus, prosseguindo, disse: Um homem descia de Jerusalém a Jericó, e caiu nas mãos de salteadores, os quais o despojaram e espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto.
31 Casualmente, descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e vendo-o, passou de largo.
32 De igual modo também um levita chegou àquele lugar, viu-o, e passou de largo.
33 Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou perto dele e, vendo-o, encheu-se de compaixão;
34 e aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando nelas azeite e vinho; e pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem e cuidou dele.
35 No dia seguinte tirou dois denários, deu-os ao hospedeiro e disse-lhe: Cuida dele; e tudo o que gastares a mais, eu to pagarei quando voltar.
36 Qual, pois, destes três te parece ter sido o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores?
37 Respondeu o doutor da lei: Aquele que usou de misericórdia para com ele. Disse-lhe, pois, Jesus: Vai, e faze tu o mesmo.

Quer mudar o mundo?

Posted: domingo, 18 de outubro de 2009 by Jean in Marcadores: ,
1



Fuja a regra e torne-se uma exceção! Não seja igual a maioria.

Pense diferente e faça a diferença aonde você estiver e para quem você puder...

E se cada um fizer a sua parte, em breve mudaremos o mundo!!!

Pense nisso...

I miss you...

Posted: terça-feira, 13 de outubro de 2009 by Jean in Marcadores:
2



Esperei-lhe no parque central as 15 hrs conforme havíamos combinado. Naquele dia eu usava as mesmas roupas de sempre: Calça Jean's rasgada, All Star vermelho e minha camiseta preferida dos Beatles.
E pra variar, você se atrasou novamente. Lembro-me que você chegou quase 30 minutos depois do combinado. E também lembro que a primeira coisa que eu senti ao você se aproximar foi o cheiro amadeirado do seu perfume que me entorpecia os sentidos. Sem falar que seu cheiro ficou impregnado em minha camiseta por uns 3 dias...

Ao você se aproximar lembro-me de reparar em como o vento balançava e brincava com seus cabelos, e de que como eu adoro a estranha combinação do seu All Star azul com seu vestido lilás. Aquele vestido que eu adorava dizer que era roxo lembra?
Eu conseguia ver o meu rosto refletido nos seus lindos olhos verdes, e eu adorava a forma sincera com que você sorria. Seu óculos de aro escuro e as covinhas em sua bochecha simplesmente me encantavam.
E o que eu poderia dizer de toda aquela explosão de sensações e pensamentos que tomavam conta de mim assim que você se aproximava? Como eu poderia descrever os calafrios que percorriam minha espinha e o suor que insistia em sair de minhas mãos?

Simplesmente indescritível, assim como você.

Lembro-me de que por horas conversamos e filosofamos sobre o tempo, sobre o amor e sobre a morte. Estranhamente nós conseguimos fazer a ligação dos três temas de uma forma tão natural que eu cheguei a pensar que você havia lido e decorado os mesmos versos de Stendhal e Schopenhauer que eu havia lido até a exaustão na noite passada. Nossos pensamentos, sonhos, desejos e gostos se conectaram de tal forma que tudo parecia ensaiado.

E no fim de nossas divagações, nos restava apenas aquele silêncio bobo, simples e sagrado.
E era naquele momento que eu conseguia ouvir todas aquelas canções inaudíveis, e conseguia entender todos os poemas que brotavam de nossos corações. Não havia mais nada a ser dito. As palavras já não eram mais necessárias,  e tudo o que eu lhe precisava dizer, eu o fiz com aquele beijo.

Quando afastei o meu rosto do seu eu pude reparar no rubor de sua face e no jeito tímido em que ficou olhando fixamente para a estampa em minha camiseta.
Naquela tarde eu tive a certeza que algo havia mudado dentro de mim.
Minha alma estava em paz. Uma paz tão boa, que só é conquistada quando encontramos o verdadeiro amor.

...

Se repetiremos esta cena outra vez ou se para o nosso amor haverá um amanhã, eu já não sei. E por mais que me doa, eu não me preocupo com isso.

Enquanto eu levar comigo a descrição perfeita do seu rosto, o cheiro do seu perfume e o gosto do seu beijo, eu sei que no fundo do meu coração você estará  para sempre comigo.

Aonde quer que você esteja meu amor... Levo você aqui comigo...



Relatos de um Cosmonauta apaixonado...

Tua graça...

Posted: terça-feira, 6 de outubro de 2009 by Jean in Marcadores:
1




Existem várias coisas que eu não entendo e uma delas é o amor incondicional de Deus. O seu amor supera qualquer barreira moral  e elimina qualquer preconceito.


Seu amor é exclusivamente altruísta. Ele nos ama simplismente pelo que somos e não pelo que possuímos.
Nada que façamos poderia fazer com que esse amor aumentasse ou diminuisse. Nada.


Não importa se somos fracos ou fortes, corajosos ou tímidos. Ele simplismente escolheu nos amar primeiro.


E como prova desse amor, Ele escolheu subir a uma cruz e morrer por todos os nossos erros, tanto ao que nós havíamos cometido, quanto qualquer outro erro que poderíamos cometer.


Com sua morte, Ele nos deu o direito a uma vida eterna com Deus. E mais além disso, Ele nos deu a total liberdade de chamar Deus de nosso Pai, Pastor e principalmente Amigo.


Um Pai de verdade aos que eram órfãos. Um Pastor a quem precisava de um sentido para a vida e um Amigo para quem se sentia sozinho.


Um Deus que é tão poderoso, mas que ao mesmo tempo, tem todo o carinho do mundo de estar ao meu lado e ouvir os desabafos do meu dia. Um Pai que me ensina constantemente o real sentido da vida e que enche o meu coração de paz e amor.


Encontrei finalmente um Deus que não me julga pela aparência, e nem pelas minhas virtudes. Um Amigo que me ama pelo que eu sou e respeita a minha vontade.


Ta certo que a maioria das vezes minha vontade é simplismente egoísta e errada. Mas mesmo assim, Ele me dá o livre arbítrio entre decidir seguir o que Ele me pede, ou fazer as coisas do meu jeito.

Um Pai do qual não preciso esconder meus erros e nem me envergonhar pelas minhas fraquesas. Um Pai forte que me levanta quando estou caído e que restaura em mim toda a minha auto estima.

Ah... Se eu pudesse compreender completamente todo o significado da sua graça. Se eu pudesse pelo menos por uma vez entender o que se passa em sua mente e quais são todos os desejos do seu coração para minha vida...

Ajuda-me Pai a abandonar meu egoísmo. Me tira de minha zona de conforto e me dê a graça de poder falar do teu amor a todos que precisam ainda hoje sentir o teu abraço.

Quero poder falar desse amor que cura, que salva e que perdoa. Esse amor que não vem por merecimento ou por condição financeira. O amor de Deus que é gratuito e que está ao alcance de todos...

Ele te ama pelo que você é... Que tal dar uma chance pra que Ele lhe mostre isso?

P.U.S.H.

Posted: quarta-feira, 30 de setembro de 2009 by Jean in Marcadores:
0


Desilusão?

Posted: terça-feira, 15 de setembro de 2009 by Jean in Marcadores:
1


Resolvi então tirar todas as coisas velhas de meu armário. A cada roupa sua que eu tirava, sumia também um pouco da esperança de restava em meu coração de que um dia você voltasse.

Já eram duas e meia da madrugada e frio tomava conta de meu quarto.
Por três vezes eu cochilei e por outras mil eu chamei o seu nome.

Parecia que a qualquer momento você entraria pela porta do quarto como o de costume, usando aquele roupão lilás que eu adorava tirar.


Eu esperava ansioso o momento em que você entraria novamente embaixo de minhas cobertas e acenderia novamente o fogo em meu coração.

Pena que tudo foi em vão... Sei que você não volta...

Por vezes eu pensei em fugir, e outras eu pensei em mudar.
É... Talvez eu me mude.


Porque não posso simplesmente aceitar que o que antes era somente prazer havia se tornado vício, e o que era vício já havia consumido minha alma.

E parte do meu futuro se foi junto com você... Aquela parte de um futuro bom.

Me perdia em pensamentos de amores passados e desanimava se pensava em todos os amores que ainda viriam.

Novas garotas, novos planetas.
Outra garota, outra oportunidade... mas seria novamente outra miragem?

Ainda falta muito para eu te encontrar? Será que eu tenho ainda muito o que aprender deste jogo chamado amor?


Se você logo vem, eu já não sei mais. Se tudo não passou de uma loucura ou um devaneio, não me importa mais.

Enquanto eu respirar vou lembrar de você. Mas só enquanto eu respirar...


"Feliz do homem que não espera por nada, pois nunca sofrerá desilusão..." (Alexander Pope)

Desistindo de velhos hábitos

Posted: quinta-feira, 10 de setembro de 2009 by Jean in Marcadores:
5


Confesso que me perdi.
Confesso que perdi o fôlego ao te encontrar e por você eu cheguei até a fechar meus olhos. Mas nada disso adianta pois hoje eu decidi mudar.

Acabarei com minha mania de te querer e acabarei com meu vício em te possuir. Deixarei de lado todo o sentimentalismo e romantismo que me correm nas veias e começarei a usar meu racional.

Não suporto mais nossas diferenças e não aguento mais a forma com que você me trata!

Não aguento mais lhe citar Shakespeare e Goethe em juras de amor eterno e você sempre me citar um refrão corno do Sorriso Maroto.


Não aguento mais lhe tratar a pão de e manjares e você sempre me tratar a Coca-Cola e biscoito Trakinas.


Não posso mais admitir trocar meus filmes de Alain Resnais pela sua novelinha das índias, e jamais abandonarei o meu amor pelo Tricolor por causa de seu "fanatísmo" Alviverde.


Gostaria tanto de compartilhar contigo minhas filosofias a respeito e Nietzsche e Schopenhauer, mas você só se interessa por Paulo Coelho e alguns livros de auto-ajuda.


Eu adorava quando você usava seu All Star azul, até o dia em que você deu ele para seu cachorro usa-lo como "mordedor" e então começou a adotar a moda "Daspu", onde você parece a mais nova integrante da zona local.

Será que sempre eu que tenho de abaixar o volume do meu U2 para dar preferência ao teu maldito Babado Novo?

Poxa! Será que sou tão difícil assim?

Na real... Não me importo com sua cabeça e nem com seu corpo!

Danem-se as diferenças e danem-se as frustrações!
Quero que vá pro inferno nossos gostos e preferências!

O que me importa é o teu coração... Só ele... E é só ele que eu quero! É tão difícil assim você me entender?

Mas a partir do momento que dentro dele já não cabe mais ninguém além de você mesma, sinto que não resta mais nada além de te dizer adeus...

O que a Igreja ensina e os tele-evangelistas negam... Por Renato Vargens

Posted: quarta-feira, 9 de setembro de 2009 by Jean in Marcadores: ,
0


Inúmeros pastores têm compartilhado as suas preocupações com os ensinamentos ministrados por alguns dos tele-evangelistas. Há pouco, um pastor amigo me disse: “A gente dá um duro absurdo ensinando aos membros de nossas igrejas a sã doutrina para que esses lobos vorazes desconstruam tudo que ministramos, através de seus programas televisivos.”

Isto posto, afirmo sem a menor sombra de dúvidas que aquilo que a igreja ensina, os tele-evangelistas negam, senão vejamos:

1º - A igreja ensina que em Cristo o escrito de dívida que constava contra nós foi cancelado; já os tele-evangelistas ensinam que os crentes precisam se libertar das maldições hereditárias.

2º - A Igreja ensina que Jesus é o Senhor; os tele-evangelistas que Deus é o gênio da lâmpada mágica.

3º - A igreja ensina que as Escrituras nos bastam; já os tele-evangelistas de que o mais importante são as experiências.

4º - A igreja ensina que devemos orar segundo a vontade de Deus; os tele-evangelistas que devemos decretar a bênção.

5º - A igreja ensina que aqueles que buscam o reino de Deus, todas as coisas lhes serão acrescentadas; os tele-evangelistas de que em Cristo seremos ricos.

6º - A igreja ensina que Jesus Cristo é Deus; os tele-evangelistas de que ele é fonte de vitória.

7º - A igreja ensina sobre a trindade; os tele-evangelistas o unitarismo.

8 º -A igreja ensina sobre a mordomia cristã; os tele-evangelistas de como extorquir dinheiro do povo.

9º - A igreja ensina sobre um Deus soberano que governa sobre todas as coisas; os tele-evangelistas de que Deus pode ser surpreendido por catástrofes e tragédias.

10º - A igreja ensina que os nossos cultos devem ser cristocêntricos; os tele-evangelistas de que devem ser antropocêntricos.

11 º A igreja ensina que adorar a Deus é humilhar-se pedindo perdão pelos pecados; os tele-evangelistas de que adorar é saltar de alegria nos famigerados shows gospel.

12º - A igreja ensina de que não devemos perder tempo com o diabo; os tele-evangelistas de que devemos entrevistá-los.

13º - A igreja ensina a simplicidade do evangelho; os tele-evangelistas a zooteologia, onde cães, leões, águias e outros bichos mais se fazem presentes nas manifestações de louvor a Deus.

14º - A igreja ensina que os ritos sacrificiais e as festas judaicas foram abolidos definitivamente por Cristo na cruz do calvário; Os tele-evangelistas judaizaram a fé.

15º - A igreja ensina que o maligno não nos toca; os tele-evangelistas de que basta dar legalidade que o diabo faz um inferno na vida do crente.

16º - A igreja ensina sobre discipulado; os tele-evangelistas sobre coronelismo e cobertura espiritual.

17º - A igreja ensina que avivamento se faz presente através do choro e arrependimento; os tele-evangelistas que avivamento é barulho.

18º - A igreja ensina o perdão, os tele-evangelistas o ódio.

Pois é cara pálida, dias difíceis os nossos! Que Deus tenha misericórdia da sua grei!

Pense nisso!

Renato Vargens

Solomon1

Meditação da Semana

Posted: segunda-feira, 24 de agosto de 2009 by Jean in Marcadores:
0

Olá amigos!

Sei que postei este vídeo a algum tempo atrás... Mas creio que ele ainda nos fornece respostas valiosas para a dificuldade que encontramos atualmente em se viver um cristianismo legítimo.

Sendo assim, proponho uma meditação com base neste vídeo para nossa reunião de sábado.

Que Deus lhes abençoe!

Abraços!

-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-

Porque eu odeio a religião - Pelo Pst. Mark Driscoll

Meditação da Semana

Posted: quarta-feira, 19 de agosto de 2009 by Jean in Marcadores:
1



Se você é só uma brasa em meio de troncos secos... Não se preocupe!
Quando você menos esperar, os troncos seram atingidos pelo fogo gerado por você...

Pense nisso!

Abraços...

Cristianismo Básico - Brincos, Piercing's e Tatoo...

Posted: sexta-feira, 14 de agosto de 2009 by Jean in Marcadores:
3


Olá amigos! Inicio hoje uma nova sessão no blog que se chama Cristianismo Básico, onde iremos discutir a cerca das polêmicas e das "modas" que permeiam a igreja, a sociedade e o cristianismo em geral.

Hoje falaremos sobre brincos, piercing e as tatuagens. Em primeiro lugar é inegável que a igreja contemporânea está cada dia mais perdida entre mandamentos bíblicos e mandamentos humanos.

Isto gera o seguinte problema: - O exílio total da igreja em suas crenças e o fanatismo.

Muitos se julgam como os "donos da verdade". Essa hipocrisia moral faz com que alguns desses cristãos julguem incessantemente as outras pessoas apenas por suas diferenças culturais e por suas aparências.

Alguns crêem que um cristão jamais poderá fazer uma tatuagem e jamais poderá colocar um brinco, pois isso iria contra as "escrituras" e contra o evangelho de Cristo.

Das quais escrituras estas pessoas falam, eu não sei, só sei que na minha bíblia eu não encontro palavra alguma de condenação a quem opta por tais atitudes.

Esse deve ser o grande defeito da igreja de hoje: Uma base bíblica pobre, onde os cristãos só ouvem a bíblia pela boca do pastor mas não vão por conta própria descobrir a verdade e se libertar da manipulação eclérica.

Isso cria uma série de dogmas e "mandamentos" que não são bíblicos, e que muitas vezes constituem uma grave ofensa contra o verdadeiro evangelho de Jesus.

Gálatas 1: 6-12

6 Estou admirado de que tão depressa estejais desertando daquele que vos chamou na graça de Cristo, para outro evangelho,

7 o qual não é outro; senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo.

8 Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos pregasse outro evangelho além do que já vos pregamos, seja anátema.

9 Como antes temos dito, assim agora novamente o digo: Se alguém vos pregar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema.

10 Pois busco eu agora o favor dos homens, ou o favor de Deus? Ou procuro agradar aos homens? se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo.

11 Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens;

12 porque não o recebi de homem algum, nem me foi ensinado; mas o recebi por revelação de Jesus Cristo.

É impressionante como a cada dia surgem mais e mais mandamentos sem nenhum fundamento bíblico, e mesmo assim, eles estão sendo impostos pela igreja e entidades religiosas.

Eu já ouvi tantas asneiras por aí...Já ouvi que ouvir música secular é pecado, que os namorados se beijarem na boca é pecado, que colocar um piercing ou fazer uma tatuagem é pecado, que assistir um filme de terror é pecado, que jogar Counter Strike é pecado, que dançar é pecado, a até que você questionar a ordem do pastor é pecado.

São tantos "pecados" que não há mais espaço para o verdadeiro evangelho da graça.

Mas por hora vamos nos ater aos brincos e tatuagens... Os demais questionamentos eu deixar para debater em outra ocasião.

Insistimos em julgar as pessoas somente pela sua aparência. Eu digo insistimos pois a bíblia nos diz que todos os Cristãos ao redor do mundo são um só corpo e se um falha, todos nós falhamos. (ver 1 Corintios 12: 12-27)

E a bíblia também nos fala que jamais devemos julgar as pessoas por nenhum motivo:

Mateus 7: 1-5

1 Não julgueis, para que não sejais julgados.

2 Porque com o juízo com que julgais, sereis julgados; e com a medida com que medis vos medirão a vós.

3 E por que vês o argueiro no olho do teu irmão, e não reparas na trave que está no teu olho?

4 Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, quando tens a trave no teu?

5 Hipócrita! tira primeiro a trave do teu olho; e então verás bem para tirar o argueiro do olho do teu irmão.

Mas agora vamos aos fatos:

A bíblia nos diz em Ezequiel 16: 11-12:

11 Também te ornei de enfeites, e te pus braceletes nas mãos e um colar ao pescoço.

12 E te pus um pendente no nariz, e arrecadas nas orelhas, e uma linda coroa na cabeça.

Creio que se um piercing ou um brinco fosse errado, Deus não descreveria que sua própria noiva(igreja) estava adornada desta maneira certo?

Muitos cristãos encaram isso como uma modificação do corpo e tal prática seria errada.

Mas eu lhe pergunto, por que a igreja cada dia mais aceita os implantes de silicone e as cirurgias plásticas e ela simplismente não aceita os piercing's e as tatuagens?

As cirúrgias plásticas e o silicone também são modificações radicais no corpo! Quase sempre esses procedimentos são muito mais perigosos ao corpo do que uma tatuagem ou um piercing. Porém há muito mais interesse da igreja em fechar os olhos para essa verdade do que aceitar que estamos lutando contra o inimigo errado.

Nossa missão não é combater os cabeludos, nem os tatuados e nem os que possuem piercing... e nem é ditar o que é certo ou o que é errado, pois o único que pode convencer o homem do que é certo ou errado é o Espírito Santo (Mateus 16:8-11)

Nossa missão é apenas mostrar o caminho de Deus as pessoas e deixar que elas façam suas próprias escolhas, sem pressão.

Não são os pastores, nem os evangelistas, e nem este monte de regras e mandamentos profanos que a igreja moderna vem adotado que convencerão os jovens a usarem ou a abandonarem um estilo de vida ou a forma com que eles se vestem.

Vamos deixar de lado essas besteira de "pode e não pode" e vamos nos focar no amor de Deus. Pois em uma caminhada sincera com Deus, naturalmente deixaremos de lado a nossa natureza pecaminosa e gradativamente iremos nos tornar a imagem e semelhança de Jesus.

É esse o papel da igreja, levar o amor de Deus a quem precisa! Não é ser juíz e ditar o que é bom ou ruim.

É amar a todas as pessoas assim como Jesus nos amou primeiro. É aceitar que todas as pessoas são diferentes e que jamais podemos fazer uma segregação cultural dentro do corpo de Cristo. Pois para Deus o que importa não é a aparência, mas sim o coração (Provérbios 21 : 2).

E a partir do momento que temos algum tipo de preconceito contra alguma pessoa, seja ela tatuada ou não, heterossexual ou homoafetivo, negra ou branca, alta ou baixa, então deixamos de praticar o amor e o bom senso, entramos em uma hipocrísia ridícula e deixamos de cumprir o principal mandamento do evangelho de Cristo:

Mateus 22: 39

39 E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.

Repare que o amar ao próximo como se refere a bíblia não diz que são apenas as pessoas iguais a eu ou iguais a você. A bíblia se refere ao amar a todos! Sem exceção e sem preconceitos!

Isso inclui dos bêbados, os cristãos, os gays, lésbicas, assassinos, empresários, políticos, ateus, pastores e até pedófilos.

Todos são dignos de receber o amor de Deus, a graça do perdão divino e a chance de uma nova vida com Cristo.

É hora da igreja despertar do conformismo e do fanatísmo e focar seus olhos no evangelho simples da graça em Jesus Cristo.

Jesus, que morreu em uma cruz para dar nova vida aos tatuados, aos viciados, aos engravatados e até aos pelados...

Meu Testemunho... H1N1

Posted: segunda-feira, 10 de agosto de 2009 by Jean in Marcadores:
2


Olá amigos!

Gostaria de aproveitar para dar meu testemunho aqui no Blog...

Hoje saiu o resultado do meu teste sobre a H1N1... e Ele deu positivo.

Eu realmente estava com a gripe suína... E graças a Deus não aconteceu nada de pior comigo...

Eu só comecei com minha medicação após o 5º dia com a gripe, e os médicos dizem que com pouco mais de 48 hrs já não se tem mais o que fazer...

Eu não cheguei a tomar o Tamiflu e nem nenhum outro remédio para a H1N1, e mesmo assim, eu fui curado sem ter nenhuma complicação respiratória e nem pulmonar...

Enquanto eu estava internado no Hosp. das Nações havia tbm internados na UTI dois jovens... Uma menina de 22 anos e um rapaz de 27 que em menos de 48 hrs precisavam respirar por aparelhos, pois já estavam em fase terminal, graças a H1N1.

E de alguma forma, eu sobrevivi a mais essa. E realmente eu tenho a plena consciência de que foi Deus quem me deu mais este livramento e que mesmo eu sendo infiel a ele, ele foi fiél a mim e me protegeu, me cuidou e me curou...

Creio que Deus deve ter um propósito muito grande em minha vida, pois ano passado foi o pneumotórax... Este ano a H1N1... e sobre tudo isso Deus me deu o livramento...

Que Deus seja louvado galera...

Abraços!

Never Give Up!

Posted: sexta-feira, 3 de julho de 2009 by Jean in Marcadores:
1


Pense Nisso...(Clique na imagem para ampliar...)

Frail...

Posted: quarta-feira, 1 de julho de 2009 by Jean in Marcadores: ,
0


Para aonde irei eu meu senhor?

Para onde eu iria se pudesse me esconder de tí?

Deus sabe o quanto eu tentei fugir. Ele sabe o quanto eu corri e por quantos vales eu passei.
Até mesmo armei minha cama entre os mortos e subi nos mais altos montes procurando me distânciar do seu amor, mas ele sempre me encontra.

Seus olhos conseguem enxergar em mim muito mais do que queria te mostrar. E isso me constrange.

Por mais que eu tente me esconder de tí e por mais que eu sinta vergonha dos meus próprios atos, o seu amor por mim permanece inabalável.

Um amor que não pode ser medido e nem mensurado. É algo que eu ainda não consigo entender...

Um sentimento sem contrapartidas. Um sentimento puro e sem egoísmo. Um amor que é incondicional.

Não importa o que eu faça e não importa quais roupas eu use. Não importa todos os meus inúmeros defeitos e minhas virtudes. Nada do que eu tenho ou faça poderia fazer o seu sentimento por mim aumentar ou diminuir...

Será que eu mereço tanto amor assim?

O que vistes em uma criatura tão desprezível e fraca como eu?


Pai... Eu não tenho nada para lhe oferecer... Nada...

E tudo o que eu possa fazer com todo o empenho do meu coração e todas as forças da minha carne ainda pareceriam nada diante do seu amor e de seu sacrifício por mim.

Me sinto impotente. Me sinto fraco. Mas de alguma forma eu sinto que estou mais próximo de tí quando me sinto assim...Fraco.

Tirando o lixo para fora!

Posted: terça-feira, 16 de junho de 2009 by Jean in Marcadores:
0

"Quanto mais eu penso, mais eu enlouqueço.
Quanto mais eu procuro, mais eu me perco.
Quanto mais eu tento salvar minha própria vida, mais eu morro aos poucos. "

Perdoem-me os desabafos e perdoem-me minha insensibilidade com as palavras.
Este que vos escreve tomou uma decisão. A decisão mais difícil de toda a sua vida...
Tentei descrever com palavras o que sinto, porém torna-se difícil descrever o indescritível.

-Minha Decisão:

Decidi por morrer. Já não aguento mais viver da mesma forma e viver do mesmo jeito.

Por toda a minha vida eu sabia que havia nascido diferente das demais pessoas que estavam a minha volta.
Enquanto os garotos de minha idade se preocupavam com futebol e andar de bicicleta, eu me perguntava sobre o sentido da vida. Mas não encontrando respostas, resolvi desistir e levar uma vida "normal".

-"Tentei me vestir como os outros, tentei falar como os outros, e tentei viver como os outros...":

Eu até escolhi um time de futebol pra torcer e até namorei e saí com meninas lindas as quais eu exibia como troféu aos meus amigos machistas.
Eu consegui um bom emprego em um banco, e tinha muito mais dinheiro do que um rapaz de 20 anos iria precisar. Eu usava as melhores roupas e saía com meus "amigos" para os lugares mais caros.
Eu vivia de aparências e minha vida era apenas o refrão de uma música da novela das 8.

Insatisfeito, eu me dedicava a festas e bebedeiras sem fim...
(...)
Experimentei o sexo. Fiz amor com que eu amava e com quem me amava...
(...)
Resolvi formar uma banda e sair pelos bares e casas noturnas oferecendo boa música e entretenimento... E até senti na pele o que é ter alguns "fãs".

-"Como eu era tolo...":

Percebi então que a frustração se tornara minha companheira e a indiferença havia endurecido meu coração. Percebi que eu havia me tornado o que sempre odiei.
Percebi que havia desistido de meus padrões e de meus valores para tentar me encaixar na sociedade e ser mais um jovem "normal".

Neguei minha fé e o meu Deus. Neguei quem eu era e no que acreditava... E não valeu a pena.

Hoje percebi que só existe um caminho e uma maneira de me livrar dessa frustração e dessa sensação de tristeza que carrego em meu coração.

Decidi portanto morrer. Morrer para minha própria vontade e morrer para o meu próprio egoísmo.
Decidi entregar a minha vida a aquele que a algum tempo atrás de entregou por mim.
Decidi seguir a Jesus como o meu Senhor e salvador, não com meras palavras, mas com uma mudança total de vida...

E em Cristo encontrei o amor que nenhuma garota poderia me dar, o prazer que nem todo o sexo e drogas no mundo poderiam me proporcionar e o carinho que nenhuma platéia no mundo todo poderia me oferecer.

E com Ele eu começo a sentir minha vida se tornando completa e começo a entender um pouco do propósito da minha vida...

Revolução, Nostalgia e Jonas Brothers.

Posted: terça-feira, 19 de maio de 2009 by Jean in Marcadores: ,
6

Incrível como a mediocridade humana pode superar os limites do absurdo. Fico espantado ao olhar para o cenário mundial e posso afirmar categoricamente que o "mundo dá voltas".

Algumas para melhor, outras nem tanto. Porém o fato é que de 10 anos pra cá muita coisa mudou no nosso planeta.


Um presidente de potência mundial negro, uma epidemia fora de controle que surgiu de um porco, e a nova turne do Jonas Brothers.

Quanto a epidemia e ao Barack tudo bem. Mas uma banda como o Jonas Brothers em uma turnê aqui no Brasil! Quem diria que eu viveria para ver este dia.

... Macacos me mordam!!!

Agora entendo Kurt Cobain.
Creio que ele preferiu estourar seus miolos ao ver o mundo passar por tais mudanças. Principalmente na música.


Não sei quanto a você,mas eu sou da geração 80's e início dos 90's.
Da geração onde os programas de tv eram educativos e divertidos, da época em que brincávamos na rua até tarde e da época em que a música servia para transmitir uma mensagem ao ouvinte e não somente distrai-lo.


As músicas serviam para inspirar mudanças sociais e para sacudir os jovens quanto a direção em que o mundo estava tomando.

Mas então eis que veio a geração dos "Irmãos de Jonas" com uma música cuja mensagem é apenas embecilizante e sem sal.

Parece-me que o objetivo das músicas é apenas tocar os ouvidos e não mais o coração e a mente.

As letras falam de superficialidade e futilidades.
Mas aonde está aquele grito de mudança que ecoava pelo Brasil como "Ideologia, eu quero uma pra viver", ou, "mas agora chegou nossa vez, vamos cuspir de volta o lixo em cima de vocês..."???


Quem sabe você se lembre daquela que dizia "Nas favelas, no senado, sujeira pra todo lado... Que país é esse?"... Lembrou?
E daquela que falava: " A solução pro nosso povo eu vou dar... A solução é alugar o Brasil...".

Ou daquela que dizia: "A gente não sabemos nem escolher presidente...Inútil... A GENTE SOMOS INÚTIL!!!"

Bons tempos aqueles não eram? Lembra do que é sentir a chama da revolta e da insatisfação acesa?
Lembra como eram bons os debates políticos e do
impeachment?
Lembra como era bom você viver para lutar por seus ideais e por um futuro melhor para você e seus filhos?


Bons tempos... Que já caíram no esquecimento.

Hoje as músicas nos "embalam".
Sim. Elas "embalam" os bois em direção ao matadouro do conforto e da cumplicidade quanto a vergonha nacional.

Enquanto as músicas de antigamente nos motivavam a levantar da cadeira, lutar contra a injustiça e morrer pelos objetivos em que se acreditava, as musicas de hoje nos inspiram a colocar confortavelmente nossas bundas sobra o sofá, ligar a tv, assistir a mais um capítulo de malhação e ver pelo jornal nacional o mundo explodir em miséria e desgraça.

Claro que tudo isso desfrutando de um confortável fundo musical dos Jonas Brothers (tudo isso sem levantar a bunda do lugar...).

Creio que por isso tantos astros e lendas da música se mataram ou se afundaram em drogas. Era pra não precisar ver e nem ouvir as suas músicas sendo cantadas de forma torpe no American Idol ou Ídolos. Ou ainda serem obrigados a disputar lugar na mídia com umas tranqueiras dessas.

Ah! Pro inferno com eles e todo esse lixo musical que aí está!!!

Se o futuro do nosso planeta depender desses acéfalos que idolatram uma porcaria de banda como o Jonas Brothers, então eu espero que o mundo acabe logo!!!

Preferencialmente antes do dia 23
, pra não precisar ler os comentários nos jornais sobre a merda do show deles no Brasil... xD

Cosmonauta - 5 Centímetros por Segundo

Posted: domingo, 17 de maio de 2009 by Jean in Marcadores: ,
3

Olá amigos.
Creio que ninguém dos leitores sabe o verdadeiro significado de meu nome e do nome deste blog: Cosmonauta.


Essa inspiração veio a mim após assistir uma animação primorosa de Makoto Shinkai intitulada Byousoku 5 centimeter ou 5 centímetros por segundo, o que seria a velocidade em que a flor da cerejeira(sakura) cai da árvore, ou a velocidade em que duas pessoas se distanciam uma da outra ao andarem para sentidos opostos.

Este maravilhoso filme jamais poderá ser descrito através de palavras. Os sentimentos provocados por ele até hoje me são indescritíveis. Mas em minha dureza de palavras tentarei lhes transmitir um pouco desta obra prima de Makoto Shinkai.

O filme é composta de 3 histórias curtas :Okasho, Cosmonaut, and Byosoku go Senchimetoru .

A primeira sobra a infância, a segunda sobre a adolescência e a terceira sobre a maturidade e o desfecho da trama.

As histórias tratam principalmente do amor e da distância, a dor e a saudades, a decepção e a busca pela paz, o desejo e a frustração. Outro tema central do filme é o tempo, que transforma a ampulheta em uma arma mortal a um coração apaixonado.


Outra menção que faço é a qualidade da animação e os detalhes estonteantes do céu.
O mundo real parecerá sem graça em comparação ao céu lindo e indecifrável deste filme.


A trama, a história e o enredo simplesmente me cativaram. A história é um romance onde os sentimentos e os martírios reais foram descritos com uma sensibilidade tão grande que chega a emocionar.
E por mais que eu queira, não consigo nem pensar em como descrever todos os sentimentos e sensações que esta obra me provocaram.


Somente um coração apaixonado poderá entender do que se trata este filme e somente aos que já amaram de verdade ao menos uma vez na vida conseguirão compartilhar comigo de tamanho assombro ante a esta obra.

E com 5 Centímetros por Segundo, aprendi um novo significado da palavra Cosmonauta.

Creio que todos nós temos um pouco disso em nosso corações.

O amor e a lembrança do que deixamos para trás. A alegria e a frustração de nunca mais conseguir voltar no tempo e a dor de sonhar com algo que nunca mais iremos alcançar.

O amor inocente que ocorre apenas uma vez na vida...

Tudo isso me transformaram em um Cosmonauta.
E como tal, ainda olho para o céu, e ainda sonho com algo muito maior do que eu...


Lhes deixo a música que encerra o filme de forma maestral. O link para download dela estará no fim do post e quanto ao filme, se alguém o quiser eu posso lhes mandar, basta me enviar um e-mail : cosmonauta.br@hotmail.com

Abraços deste Cosmonauta e bom filme!!!!


ONE MORE TIME, ONE MORE CHANCE
Yamazaki Masayoshi


Quanto mais tenho que perder antes do meu coração ser perdoado?
Quanta dor mais eu terei que sofrer, para te encontrar novamente?
Mais uma vez, oh estações, não desapareçam
Mais uma vez, enquanto estávamos brincando por aí

Quando quer que brigássemos, Era eu quem sempre desistia primeiro, certo?
Sua natureza egoísta que me fez me apaixonar por você ainda mais
Mais uma chance, as memórias pararam minhas pernas
Mais uma chance, Eu não posso escolher meu próximo destino

Eu estou sempre procurando por sua imagem aparecer em algum lugar
Na plataforma oposta, Na janela junto do beco
Mesmo sabendo que você não deveria estar em um lugar assim
Se meu desejo tivesse que se tornar realidade, Eu estaria do seu lado daqui em diante
Não existiria nada que eu não pudesse fazer
Eu colocaria tudo à risca e te abraçaria forte, Eu te mostraria.

Se eu somente quisesse distrair minha solidão, qualquer uma teria sido o suficiente.
As estrelas parecem estar caindo pela noite, o porquê de eu não poder mentir para mim mesmo
Mais uma vez, oh estações, não desapareçam
Mais uma vez, enquanto estávamos brincando por aí

Eu estou sempre procurando por sua imagem aparecer em qualquer lugar
Até quando estou atravessando a rua, Até no meio dos meus sonhos
Mesmo sabendo que você não deveria estar em um lugar assim
Se um milagre pudesse acontecer, Eu gostaria de te mostrar imediatamente
Uma nova manhã, quem eu vou ser a partir de agora..
E as palavras que eu nunca disse: Eu te amo.

As memórias do verão estão retornando
Minha palpitação de repende sumiu..

Eu estou sempre procurando por sua imagem aparecer em algum lugar
Na escuridão das ruas, no Sakuragi-Cho
Mesmo sabendo que você não deveria estar em um lugar assim
Se meu desejo tivesse que se tornar realidade, Eu gostaria de retornar para o seu lado
Não existiria nada que eu não pudesse fazer
Eu colocaria tudo à risca e te abraçaria forte, Eu te mostraria.

Eu estou sempre procurando por seus fragmentos aparecerem em algum lugar
Numa loja de viajantes, Numa loja de jornais na esquina
Mesmo sabendo que você não deveria estar em um lugar assim
Se um milagre pudesse acontecer, Eu gostaria de te mostrar imediatamente
Uma nova manhã, quem eu vou ser a partir de agora..
E as palavras que eu nunca disse: Eu te amo.

Eu acabo sempre procurando por seu sorriso aparecer em algum lugar
No cruzamento dos trilhos do trem, esperando o expresso passar
Mesmo sabendo que eu não deveria estar um lugar assim
Se nossas vidas pudessem ser recomeçadas
Não importa quantas vezes fossem, Eu voltaria para você
O que eu poderia querer, depois não seria mais nada..
Nada que não fosse você!

-=-=-=-=-=-=-=-



http://www.4shared.com/file/105977917/11f0b1f8/One_more_time_One_more_chance.html

Sobre minha dor...

Posted: segunda-feira, 11 de maio de 2009 by Jean in Marcadores:
4

Preciso correr. Preciso lutar. Preciso cruzar a linha de chegada e preciso ser paciente.
Aprendi a desistir de meus sonhos em busca de uma vida "segura", e a única segurança que eu tenho é de que algo está errado comigo.
Ao mesmo tempo que eu amadureço, parece que perco mais a minha identidade.
Já encontro um estranho em frente ao espelho, e não consigo nem mais chorar.

Eu desisti da música e desisti de minhas próprias vontades. Eu desisti de lutar e decidi ir com a multidão para o abate. E isso é ruim? Morrer na certeza de que vivi de acordo com os padrões societários e hipócritas. Isso é incerteza.

Na verdade olho para trás e nem vejo mais a ponte de onde pulei. Já não ouço mais sua voz e nem sinto mais o vento.
Estou entorpecido pelas minhas escolhas e estou sangrando graças as minhas atitudes.
Quem sabe se eu não me apegasse tanto ao que deixei...
Quem sabe se eu fosse diferente e simplesmente fechasse os olhos e aguardasse a morte chegar.

Quando será que conseguirei deixar de ser racional?

Isabela...

Posted: sexta-feira, 3 de abril de 2009 by Jean in Marcadores: ,
5


Eu conheci uma menina chamada Isabela. Ela era a dona de um inconfundível sorriso e autora de frases e jargões célebres dos quais eu nunca me esquecerei.
Seus olhos e seus cabelos eram castanhos e suas bochechas rosadas sempre me eram notórias.

Uma linda e encantadora garota. E mais encantador ainda eram os seus sonhos. Ela sonhava em ser enfermeira e poder ajudar as vítimas das guerras em Angola. Ela não sabia como iria conseguir atingir este objetivo, mas de qualquer forma, era isso que ela queria e por isso ela lutava.


É engraçado me recordar dela. Eu adorava ouvir ela conversar sobre música e sobre o seu amor pelos Beatles. Seus olhos brilhavam ao comentar do velho John e a dizer que suas musicas haviam mudado a história de uma juventude. Eu amava quando ela pegava seu velho violão desafinado e puxava as clássicas. Eu via em seus olhos o amor e a satisfação, via em seu sorriso o pureza e a dedicação, e via em meu peito um aperto inexplicável.

Isabela adorava andar de bicicleta e passar a tarde em longos piqueniques pelos parques da cidade. Seus cabelos ao vento me transpassavam a idéia da liberdade que habitava em seu coração.

Ela era única e de presença indescritível. Impossível era não se apaixonar por ela, e eu não fugi a regra. Logo me tornei seu melhor amigo, a tal ponto, que tínhamos liberdade de conversar sobre tudo e sobre todos.

Íamos a festas e encontros com os amigos. Passávamos horas ouvindo Led e jogando baralho em seu quarto. E adorávamos sentar em um banco, abrir uma vodka ice e citarmos textos de Nietzsche a Shakespeare...
O seu texto preferido era um de Alexander Pope intitulado “Eloísa to Abelard”. Ele dizia:

“(...)Feliz é o destino da inocente vestal, esquecendo o mundo e sendo por ele esquecida. Brilho eterno de uma mente sem lembranças. Toda prece é ouvida e toda graça se alcança(...)”.

Coincidentemente, este também era o meu texto predileto. E ao vê-la cita-lo, meu coração por minutos parava e eu perdia o fôlego somente para prestar a atenção necessária as doces palavras que saiam de seus lábios.

De alguma forma eu sabia que ela não pertencia a este mundo. De algum jeito eu sabia que nunca me esqueceria dela.

Por vezes eu pensava em como uma criaturinha tão pequena e delicada conseguiu cativar e dominar uma pessoa como eu, que antes era rude e sarcástico, mas que agora era doce e ingênuo.

Por vezes eu a acompanhei até o hospital. E por vezes eu a vi chorar por custa de sua dor e sofrimento. Ela me parecia feliz e confiante de que um milagre se realizaria, e de forma mágica todos os problemas se resolveriam.

Sua determinação e sua garra eram marcantes. E meu amor por ela já passava a ser como um infarto, sem volta.

Uma vez eu disse que a amava, mas ela sorriu e nem me levou a sério. Para mim o seu sorriso me bastou. Como quem beija seu melhor amigo ela se aproximou de mim e me beijou os lábios. Quase não pude conter-me em lhe declarar todas as virtudes e desejos que estavam em meu coração.
Mas antes que eu pudesse lhe dizer qualquer palavra, seus últimos fôlegos de vida se foram, e como um anjo ela adormeceu.


Isabela me deixou naquela tarde.Ela foi vítima de um câncer sem cura. E naquela tarde de domingo, ela descansou.

Eu perdi o rumo e perdi o chão. Sem mais escolhas eu prossigo viagem levando comigo as suas manias,o seu amor pelos Beatles,o seu velho violão desafinado, e sua paixão pelos versos que diziam:

“(...)Feliz é o destino da inocente vestal, esquecendo o mundo e sendo por ele esquecida. Brilho eterno de uma mente sem lembranças. Toda prece é ouvida e toda graça se alcança(...)”.

Aonde quer que você esteja, eu jamais te esquecerei...

Liberdade de Expressão

É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da "argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.

Importante!!!

Todos os links e arquivos que se encontram no site, estão hospedados na própria Internet, somente indicamos onde se encontra. Qualquer arquivo protegido por algum tipo de lei deve permanecer, no máximo, 24 horas em seu computador. - Eles podem ser baixados apenas para teste, devendo o usuário apaga-lo ou compra-lo após 24 horas. - A Aquisição desses arquivos pela internet é de única e exclusiva responsabilidade do usuário. - Os donos, webmasters e qualquer outra pessoa que tenha relacionamento com a produção do site, não tem responsabilidade alguma sobre os arquivos que o usuário venha a baixar e para que irá utilizá-los. - O usuário que utilizar o site, tem total conhecimento, e aceita os termos referidos acima.