Quanto vale a sua vida??? 2

Posted: sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009 by Jean in Marcadores:
0


Só sabemos dar valor a uma vida, quando perdemos a vida de alguém que nos é muito querido.


Há quem diga que a vida de alguns não vale nada.

Porém eu digo que a vida de uma pessoa vale mais do que o mundo inteiro.

Não existe sensação mais gratificante do que você salvar a vida de alguém.


Algumas pessoas salvam as pessoas feridas.

Como socorrista lhes digo que não existe sensação mais maravilhosa que poder salvar ou ajudar alguém que precisa.


Porém a dor da perda, somente me lembra de que eu ainda sou feito de carne. Eu também sangro. Eu também me machuco. E não existe super man. Ninguém é eterno e ninguém é de ferro.


Em alguns casos a morte é inevitável. E aquela velha sensação de impotência sobe em meus ombros novamente.


Porém, quando conseguimos salvar uma vida que estava ferida, não por um acidente, mas por uma ferida em seu coração, a sensação de bem estar é ainda maior.


A sensação de você poder oferecer uma solução ao desesperado, não tem preço.

É muito melhor que sexo. Melhor que drogas. E melhor que Rock and Roll.


Diariamente vejo pessoas comuns ao meu redor. Pessoas que possuem um emprego comum. Pessoas com aspirações comuns. Pessoas preocupadas somente em salvar e consertar suas próprias vidas.

Elas não passam de pessoas egoístas.


Mas ao mesmo tempo, eu vejo aquelas pessoas que são verdadeiros heróis e heroínas.

Pessoas que se sacrificam em prol do seu próximo. Pessoas que com pequenas atitudes contribuem para o bem e para um mundo melhor.


Sabe aquele pequeno gesto? Sabe aquele “inside” que ocorre em sua mente as vezes durante o dia? Sabe aquelas vontades que você tem de fazer coisas estranhas?

Sabe as vezes quando você está no ônibus e tem uma vontade enorme de conversar com a pessoa que está do seu lado?

Sabe quando você passa por alguém e tem vontade de cumprimentar, mesmo não conhecendo?


Eu sei bem o que é isso. E lhes digo uma coisa: Quando você sentir essas vontades, faça!


Supere sua timidez e sua vergonha. Você não tem idéia de como uma simples conversa pode salvar a vida de alguém, e mudar toda a sua perspectiva de vida..

Você não tem idéia de como um abraço ou um elogio pode melhorar e “levantar” a vida de alguém.


Quando você ver um catador de papel ou um pedinte, compre um x-salada ou uma coca gelada e dê a ele. Mesmo que ele não peça.


Infelizmente para muitas pessoas, aquela poderá ser a sua única refeição do dia.


Esvazie o seu guarda roupas e dê tudo aquilo que você já não usa mais.

Faça amizade com os cobradores de ônibus e com o tiozinho que cuida do estacionamento.


Maslow em sua teoria sobre as necessidades humanas, afirma que todos nós temos a necessidade de nos sentirmos “importantes e amados”.


É muito fácil olhar para o pobre e achar que ele é ladrão.


Mas é difícil você pensar em todas as privações e todas as adversidades que eles enfrentam todos os dias, enquanto os verdadeiros ladrões usam terno e gravata, ou usam uma bíblia embaixo do braço...


É fácil fechar os vidros dos carros. O difícil é abrir o coração e perceber que se você não fizer nada para ajudar aquele que está ao seu lado, ninguém o fará.


E ninguém sabe o dia de amanhã. “O mundo dá voltas”...


Já pensou na perspectiva de futuro que tem um catador de papel?

Já pensou em toda as baboseiras que nós nos preocupamos durante o dia? Tanta coisa fútil.


Creio que se cada um de nós fizer um pouquinho, em breve, conseguiremos melhorar o nosso país.

Já disse hoje que amo você???

Posted: quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009 by Jean in Marcadores: ,
1


Olá amigos!
Em plena quarta feira chuvosa, e ao som de Jazon Mraz - I'm yours, eu inicio este post.

Hey baby, o mundo pode estar caindo lá fora... Mas a paz está aqui dentro do coração!

Gostaria de iniciar este post agradecendo a todos os amigos e colegas blogueiros pela visita e pelo carinho...xD

Sábado estarei viajando novamente para Cerro Azul. Amanhã o Brasil voltará ao normal depois da ressaca do carnaval e por fim, lhes deixo algo no que pensarem um pouco.

Ama e faz o que quiseres. Se calares, calarás com amor; se gritares, gritarás com amor; se corrigires, corrigirás com amor; se perdoares, perdoarás com amor. Se tiveres o amor enraizado em ti, nenhuma coisa senão o amor serão os teus frutos.

(Santo Agostinho)

E então lhe proponho o seguinte:
O que quer que você faça, faça de coração. Empenhe toda a sua vontade e tesão nisso.
Seja em casa, no escritório ou no próprio amor.

Quando fazemos algo com amor, experimentamos uma satisfação do nosso interior, e não somente uma satisfação gerada pela aprovação e aceitação da sociedade.

Creio sinceramente que este seja a chave que nos conduz ao caminho da felicidade.

Mas enfim. O que mais dizer além de que mesmo de longe que eu te amo???


Essa foto parece me dizer..."me dá um abraço?"

5 Razões do porque eu ODEIO o Carnaval...

Posted: sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009 by Jean in Marcadores: ,
9


1 - Dizer que o carnaval faz parte da cultura do brasileiro? Faça-me o favor... Desde quando pessoas seminuas dançando e rebolando frenéticamente pode ser considerado "cultura"? Pode até ser considerado "algo cultural" se analisada a história brasileira(feita de escravos, ladrões e contrabandistas...). Mas na minha opinião, tudo isso não passa de um grande lixo cultural... Isso sim...

2 - Já parou pra pensar no dinheiro gasto em toda aquela parafernália do Carnaval???
Quantos milhares de reais jogados fora para fazer "a alegria do povo"??? Isso é um absurdo. Como estudante assíduo de Filosofia e Economia te digo o seguinte: O Brasil precisa investir em educação para se desenvolver, e não investir nesta porcaria do carnaval e na droga do reveillon.

3 - Qual o sentido do carnaval? Sexo livre e deliberado? É esse o país que queremos a nossos filhos? Claro, os tempos mudaram, mas alguns valores morais como a promiscuidade se restringe as 4 paredes de uma casa. Agora, se um país apóia uma campanha idiota e marketeira que afirma que você pode transar com quem quiser, desde que use camisinha... Algo está errado com a educação e moral deste país.


4 - Acho cômico o fato do povão aprontar tudo o que pode e o que não pode no carnaval e depois na quarta-feira de cinzas se arrepender de todas as besteiras feitas durante o carnaval e, passado uma semana, se programas para o carnaval do ano que vem. Isso é um absurdo. Faça suas besteiras, mas não apareça com sua cara de bunda na igreja se dizendo arrependido... Deus não é palhaço.

5 - Porque o Brasil tem que parar em virtude disso? A televisão para. As lojas param. O Brasil não parou nem quando ocorreu aquela tragédia envolvendo o
avião da Tam. Isso é um absurdo. O Brasil não parou pela morte de mais de 190 pessoas em uma tragédia, ISSO MESMO...

O BRASIL NÃO PAROU NEM POR CAUSA DA MORTE DE MAIS DE 190 PESSOAS...

MULHERES, HOMENS, CRIANÇAS, IDOSOS, FILHOS, MÃES, PAIS, TRABALHADORES... BRASILEIROS!!!

AGORA O BRASIL PODE PARAR POR CAUSA DE UM MONTE DE MULHERES PELADAS SAMBANDO?????


Puta merda!!!! Não é de cair o cú da bunda???
Povão ignorante...

Algo está errado, não acha???

Geração Coca-Cola...

Posted: by Jean in Marcadores:
1


Pensamentos soltos em uma folha de papel. Livros que mofam nas prateleiras.
Ensaio de mil maneiras os versos e o refrão da canção.
Mas o único som que escuto vem de meu fraco coração.
Humilde e modesto perdido no disperso não passo do inverso do que sempre planejei.

Sempre quis ser cosmonauta e voar além das estrelas. Sempre quis ser herói e livrar o mundo da maldade.
Sonhava em seu um astro do rock com minha guitarra em chamas.
Eu apenas sonhava...

Mas cedo eu descobri que os heróis também morrem de overdose.
Aprendi que quem mente antes sempre diz a verdade.
Me ensinaram que a única forma de conseguir o meu sonho, seria matando minhas crenças.
E colocaram em minha cabeça que eu fazia parte da geração "Coca-Cola..."

Bah! A geração Coca-Cola como profetizava Renato Russo já morreu.
O nosso tempo já passou. E perdemos a nossa vez.

Em vez disso hoje vemos uma geração abobada.
Uma geração sem valores e sem escrúpulos.
Meninos que já não se tornam homens. E meninas que já não se tornam mais princesas.
Os velhos já não são mais sábios e as crianças estão cada vez mais precoces.

Os velhos hinos de revolução foram trocados pelo "Jingle" da Malhação.
As passeatas e os manifestações hoje são feitas em comunidades do Orkut.
Os gritos contra a impunidade dos corruptos se tornou uma letra de música. Uma música triste.

E hoje eu canto uma canção sobre um tempo onde os homens eram cavalheiros românticos e as mulheres eram princesas recatadas.
Um tempo onde existiam programas decentes na televisão, e onde não existia tanto lixo cultural.

Uma canção de um tempo onde os preços eram baixos, e os jovens eram honestos.
Um tempo onde se amava de verdade e o amor era pra sempre.
Um tempo aonde os mais velhos eram respeitados e as músicas eram boas.

Ah... Saudades da Geração Coca-cola...

(Não sei de quem é o desenho... mais eu adorei...)

O Budismo, Chaplin, o Super Homem e um pouco de Nietzsche...

Posted: segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009 by Jean in Marcadores: ,
3



“Se não consegues entender que o céu deve estar dentro de ti, é inútil buscá-lo acima das nuvens e ao lado das estrelas. Por mais que tenhas errado e erres, para ti haverá sempre esperança, enquanto te envergonhares de teus erros”.
(Charles Chaplin)


Belíssima citação de Chaplin. Não imagino alguém dizendo uma frase deste tipo com tanta profundidade e precisão.


Meus devaneios me conduzem a concordar com Chaplin.


Por muitas vezes tentei encontrar o meu norte e o meu céu em muitas coisas:


-Álcool


-Baladas


-Amores


-Emprego...


Por muitas noites procurei ocupar minha mente com tudo o que me afastasse de mim mesmo.
Procurei em vão encontrar paz ao meu coração.


Porém, comecei a meditar e procurar ajuda quanto a este assunto, e encontrei em uma teoria budista muito bem descrita em um mangá e anime chamado “Evangelion” a resposta.


Nela se contava a história de que na criação, o homem teria sido feito do pó da terra.


E quando o homem foi feito, ficou em seu coração um pequeno espaço vazio.


E a medida que o homem foi crescendo e evoluindo ele tentou preencher este vazio das mais diversificadas formas:


-Ele procurou uma companheira para suprir a falta e carência que ele sentia;


-Ele construiu casas e fortalezas cada vez maiores a fim de se protegem do medo interior que ele
carregava;


-Ele construiu carros cada vez mais rápidos, para que ele pudesse correr mais rápido do que
qualquer animal, tentando correr e fugir de si mesmo;


-Ele construiu armas e matou seus semelhantes a fim de suprir seu complexo de inferioridade;


-Ele inventou objetos mirabolantes para que o distraísse do seu “vazio” interior...


Diversas maneiras e diversas formas de procurar resolver o que lhe faltava, porém todas elas sem sucesso.


A única forma que o homem conseguiu se completar foi através da autoconsciência.


Não estou pregando agora a "nova era" ou algo assim. Estou afirmando que aquele que não conhece a sí mesmo, não conhece nada e nem ninguém.


"Se conheces o inimigo e conheces a sí mesmo, não precisa temer o resultado de 100 batalhas.

Se conheceres a sí mesmo , mas não conhecer o seu inimigo, por cada vitória você também sofrerá uma derrota.
Se você não conhece a sí mesmo e nem o inimigo, sempre perderá todas as batalhas".
(Sun Tzu em a Arte da Guerra)


Nietzsche se referiu ao homem completo, ou seja, o homem que encontrou o equilíbrio e a consciência em si como o “Super Homem”.


Para que isso aconteça, não precisamos de mais ginástica ou de mais parafernálhas tecnológicas, mas de coragem e vontade, já que nossos maiores obstáculos são o medo e o hábito.


Sim, somente "a sós com nós mesmos" (ficou estranho...xD) é que conseguiremos atingir o estágio doloroso da cura.

No silêncio e no escuro é que enxergamos quem realmente somos. Começamos a ver todas as nossas fraquezas e falhas. E tendo em vista isso, também poderemos encontrar a solução para nossas frustrações.

Talvez o Super Homem não seja aquele homem biônico das histórias em quadrinhos. Talvez ele simplesmente seja um cara que encontrou em sí um equilíbrio de tal forma que o mundo pode desabar ao redor dele, e ele ainda permanecerá inabalável.

Talvez ele seja um cara tão consciente de sua própria força, que ele é capaz de enfrentar os mais terríveis monstros e problemas.

Talvez este novo ser não seja tão difícil assim de ser alcançado, não é mesmo? Quem sabe hoje você consiga encontrar em sí mesmo o seu norte e descobrir qual é o sentido para a sua vida.


Talvez hoje você não ganhe uma visão de raio x, mas você ganhe uma visão capaz de enxergar além de seus problemas e além do seu mundo.

Talvez hoje você não ganhe o poder de voar, mas quem sabe você possa estar tão bem alicerçado, que os terremotos da vida não te abalarão.

Talvez você não precise mesmo de uma Louis Lane, mas precise sim é de um tempo afim de se conhecer e de alicerçar o seu mundo.


Para completar, desejo a você a coragem necessária para mudar a sí mesmo e o mundo ao seu redor.


"Conhece-te a tí mesmo e conhecerás os deuses e o universo". (Sócrates)

"A paz vem de dentro de sí próprio, não a procure á tua volta". (Buda)

"Quando vires um homem bom, tenta imitá-lo. Quando vires um homem mal, examina-te a sí mesmo". (Confúcio)

Um ano... Amo vc!!!!!!!

Posted: sábado, 14 de fevereiro de 2009 by Jean in Marcadores:
11

Bom... Perdoem-me todo o sentimentalismo. Mas pra mim essa é uma data importantíssima...


No dia 15/02/2008 eu comecei a namorar aquela que seria a pessoa mais marcante e especial em minha vida...
Foi ela quem permaneceu ao meu lado em meio a crises, problemas, cirurgias e loucuras.

Ela sempre me deu amor, apoio e sempre esteve orando e intercedendo por mim, mesmo quando eu nem conversava com ela sobre os meus problemas.

Com ela eu aprendi um novo significado para o amor. Um significado que abrange termos como Carinho, Companheirismo, Amizade, Intimidade e Cumplicidade.

Econtrei uma menina disposta a me acompanhar em devaneios sobre o futuro, a me dar a mão enquanto sigo por uma rua desconhecida.

Uma menina que sempre serviu de apoio e suporte ao meu mundo...Pois sem ela, talvez eu já tivesse largado mão de tudo e feito alguma besteira...

Minha melhor amiga, minha companheira e meu amor....

Única dona do meu coração e menina por quem ele bate.

Agradeço a Deus todos os dias por ter te encontrado...

Gostaria de poder retribuir todo o bem que vc e faz... De te dar todo o apoio e amparo que eu sempre encontrei em vc... De te dar todo o carinho que eu sempre recebi...

Por hora, deixarei que minhas ações resumam nossa história, e me atenho a um singelo:

EU TE AMO MUITO!!!

OBRIGADO POR ESTAR AO MEU LADO NESTE ANO QUE COMPLETAMOS... E AGRADEÇO A DEUS POR SABER QUE MUITOS OUTROS ANOS AINDA TEREI AO SEU LADO...

Sem palavras... Amo você Alice...

bjoooO

Um pouco sobre mim...

Posted: sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009 by Jean in Marcadores: ,
1


"Ninguém comete erro maior do que não fazer nada porque só pode fazer um pouco."
(Edmund Burke)

Se minha vida não lhe trouxer inspiração, então ela não vale de nada...

Há alguns meses estive quase morto. Eu tinha uma doença nos pulmões que quase me custara a vida.

Era uma doença que me mataria em minutos. E essa doença que já estava comigo a meses e eu nem sabia.

Fiquei internado 5 dias com um dreno no pulmão esquerdo. Mas não adiantou. Tive que fazer uma cirurgia pra retirar parte do pulmão afetado pela doença.

Enquanto eu esperava na sala para a cirurgia, eu comecei a pensar em tudo o que eu fiz e em tudo o que eu não fiz. E comecei a pensar que se minha vida terminasse naquele momento, eu não seria nada, e ninguém choraria por mim.

Pedi mais uma chance. Orei para que se eu saísse vivo dalí, que minha vida encontrasse um propósito e que eu pudesse de alguma forma marcar e ajudar todas as pessoas ao meu redor.

3 horas de cirurgia depois, não conseguia voltar da anestesia. Eu brigava comigo mesmo para me manter acordado e conseguir respirar. Meu pulmão já não tinha força nem pra puxar o ar... Sem falar na dor agonizante.

Eu chorava e desejava a morte. A dor era tanta que tinha vontade de arrancar os tubos que estavam em meu pulmão, arrancar todas as agulhas enfiadas em minhas mãos e braços e sair correndo daquele hospital.

Pra ajudar um remédio aplicado de forma incorreta por uma enfermeira quase terminou por selar meu destino. Eu desmaiava e voltava. Durante algumas horas eu apagava e voltava agonizando o efeito da medicação.

Eu desejei a morte. Sinceramente a desejei. E por algum motivo, eu não morri. E as cicatrízes no meu peito não em deixam esquecer a 2ª chance que ganhei.

E se estou vivo hoje, creio que é pela misericórdia de Deus. E por Ele, eu preciso cumprir a minha promessa.

Ainda paro e penso em tudo o que eu fiz... E principalmente ainda me lembro de tudo o que não fiz...

I S2 U

Posted: terça-feira, 10 de fevereiro de 2009 by Jean in Marcadores:
0



Eu te amo.

Fecho os meus olhos e meu pensamento voa pra perto de tí.

Sigo a andar sem rumo, porém sempre encontro o caminho da saudades.

Se me esqueço por um segundo apenas, sinto que já não sou o mesmo. 

De todos as maravílhas que eu já encontrei pelo mundo, foi você a única que me entorpeceu com um simples olhar.

Muito além da imaginação de qualquer artista. Muito além da inspiração do mais articulado e belo poeta.

Seus olhos eram de beleza indescritíveis. E seus lábios eram como como um lícor dos deuses.

Seus passos rumo ao meu coração foram calmos, silênciosos e precisos.

E antes que me desse conta, eu já era seu fiél e leal cavalheiro, disposto a dar minha vida em sua memória.

Meus sorrisos bobos, meu rubor facial, nada disso me é controlável.

E incontrolável é a vontade de te ver, te sentir e te beijar.

Por fim deixei de ser homem e me tornei um menino.

E como menino, aprendi a te amar...

Um Ode ao Amor

Posted: by Jean in Marcadores:
1



Fui entorpecido pelo ópio que vinha de sua boca, eu derretia de calor em plena sombra.
E por assombro não vi nada que me fosse novidade. Descobri na verdade a falta de bom senso que fluía em consenso ao mal que já superava minha vaidade.

Destinado e desatento caí na armadilha mais ardil que já se fez.
Escravo e prisioneiro, este velho cancioneiro experimentou na carne toda a maldade e dor proporcionados pelo perverso amor.

E agora morro lentamente. Cego novamente me perco em seu quarto.
Cada novo ato encena e traz consigo a decadência de meu coração perverso.
E ao inverso do que se fez, perdi ao desejar e cobiçar a insensatez.

Três vezes gritei seu nome e por três vezes fui amaldiçoado.
Uma vez tentei escapar e nela acabei amarrado e amordaçado.
Em caminhos desolados hoje eu caminho e da beira do precipício eu pularia com alegria se me pedisse.

Sexo,sem nexo e complexo. Antes eu sonhava e viajava. Hoje já não durmo.
Me perdi em seus braços. Seu cheiro já não me abandona. E sinto que de mim és a dona.

Enganando-me eu sou feliz. Destilando meu sangue em veneno me sinto em paz.O que eu era já não sou mais. E meu futuro passou a ser um mero jamais.

Sessão Desabafo

Posted: sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009 by Jean in Marcadores:
4

Ando meio sem inspiração, pra nada.
Não quero ler, e nem escrever. Tudo o que quero é voltar para casa e deitar.

Sinto que isso é o início de uma fase meio “down”. I’m not okay.
I don’t know o que está acontecendo.
Ando desligado, Sonolento, fechado e frustrado.

Falta algo em minha vida. O que? Estou tentando descobrir.

Talvez tudo isso seja a pressão de ser adulto e ter responsabilidades.
Trabalhar, estudar, namorar, malhar, orar, blábláblá...

Pode ser que sejam as cobranças em meu escritório.
Pode ser também as responsabilidades gigantescas que eu assumi com Deus e com a igreja.

Pode ser a merda da academia e a pressão por ficar fortão e ter um corpo perfeito...
Talvez seja o fato de não ver a hora de me formar.
Ou a pressão de minha namorada referente ao nosso casamento...

Cara, tenho 22 anos e já estou ficando estressado.

Puta merda!!!

É de cair o cu da bunda como diria o Rapha.

Perdoem os palavrões, mas precisava desabafar.

Sabe de uma coisa? Que se fo...

Fim de semana não irei a igreja. Não lembrarei dos meus livros e nem ouvirei cobranças de ninguém.


Minha dieta e meu treinamento que se fo...

Vou sair com meus amigos, dar uns "pegas" na minha guria e vou ensaiar até não aguentar mais com minha banda.

E se possível, tomar um porre daqueles...

Ligarei o meu botão “dane-se”. Dane-se tudo. Que esquecer da vida e de todos.

Vou deixar de ser um bom rapaz. Vou fazer as coisas sem pensar d+. Fazendo isso é que eu me sinto bem...Eu sei... (=D)

É... vivo isso na pele.Quem é bom moço só se ferra...


Acho que preciso de mais umas férias... =/

Capítulo 2 - O Fogo

Posted: terça-feira, 3 de fevereiro de 2009 by Jean in Marcadores:
0


O Fogo

Sinto-me mais perto de Deus. Ou então mais perto da morte. Em ambos os casos, o fim é inevitável.
...

Ele saiu sem olhar para trás. Não sabia pra onde ir. E também não sabe para onde vai.
Procurava um caminho, uma direção que calasse a dor em seu coração.

...

Perdeu a calma. Perdeu o controle. Tudo o que era planejado e friamente calculado em sua vida, repentinamente perdeu o sentido. A certeza de um bom casamento, a certeza de uma promoção, e a certeza do sucesso já não era mais atrativo. Ao contrário, era desgosto.

Ele tornará-se aquilo que sempre repudiou, Previsível.
E , como o previsto, pouco a pouco ele deixava a sua sanidade. E a revolta tornava-se sua companheira.

E eis que tudo o que era efêmero como o vento se foi. E no lugar ficaram somente as cinzas.
Mas as cinzas que o tempo e a rotina formaram não conseguiram apagar as brasas em seu coração. E dessas brasas surgiu o fogo. E esse fogo o consumia.

...

Atordoado, desajeitado, agora planejava a sua displicência. Traçava metas em sua inadimplência. E sonhava com sua indiferença.
E a diferença foi tornando-se visível.

Sua namorada, agora noiva, já não o reconhecia mais.
Seus beijos eram quentes. Sua pegada era forte. E as vezes deixava marcas.
E suas marcas com o tempo viraram cicatrizes. E assim seu coração fora marcado, por queimaduras de 3º grau.

...

Já não podendo conter as chamas, procurou redenção. Pesou-se na balança.
E pela sua moral, fora condenado.
Não vendo mais saída, puxou o gatilho...

Capítulo 1 - O Vento

Posted: by Jean in Marcadores:
0


O Vento

Essa será minha última carta de amor. Estou decidido a parar. Estou motivado a deixar meu coração. Até ele parar de bater.
...
O mesmo teto todo dia. O mesmo toque de despertador. Rotina que já sabia de cór e salteado.
Mesmo sem entender o por que, fez a barba. E mesmo não entendendo a razão, saiu atrasado. E como sempre: ônibus lotado.

Ligou o mp3. Começou a tocar uma canção cujo refrão era mais ou menos assim: “It's a beautiful day... Sky falls, you feel like...It's a beautiful day... Don't let it get away...” 


Sim... It’s a beautiful day. Sky falls, but is a beautiful day.

O refrão lhe soava familiar.E esta frase lhe fazia todo o sentido. Tinha tudo: Um ótimo emprego, uma namorada amorosa, amigos leais. Tinha coisas de que os homens se orgulham. Mas ainda assim, parecia que o céu iria desabar sobre a sua cabeça.

Mesmo sem sentir, o vento balançava o seu cabelo e mesmo sem se dar conta, esse mesmo vento o guiava. 

Para onde o vento vai? E por quem ele sopra? O vento sopra em que sentido? E por onde andará o sentido da vida?
Ele deve ter sido levado pelo vento.

Sim, o sopro da vida que quase o matou.Esta força impetuosa e serena. Que move nuvens e moinhos. E que destroi casas e corações.

Lembrou-se de todas as palavras jogadas ao vento. E de como ao vento também tinha ido a sua fé.

E por um instante, sentiu frio...

...

Olhando ao redor, não viu nada que o agradasse. Viu apenas sua sombra.

E com sua sombra aprendeu o significado da rotina.
A rotina que lhe matava lentamente. Uma morte agonizante de sua alma e de seu espírito.

...

Olhando no espelho, seus olhos já não tinham o mesmo brilho, o seu coração já não tinha o mesmo ritmo acelerado de antes, e o vento não carregava mais canções.
Ele era apenas vento.E com o vento, ele decidiu partir...

Volta ás aulas...Novamente...

Posted: segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009 by Jean in Marcadores:
1


Férias que é bom dura pouco... As aulas na facul começam já nesta segunda feira. E volto das minhas férias do serviço hoje.
Apesar do cansaço, adoro meu trabalho. Porém ta complicado conseguir administrar meu tempo.
veja só:

6:30 - Acordar, tomar café e ir para a academia.
8:30 - Tomar um banho e mais um café.
10:00 - Trabalho
12:00/14:00 - Almoço
19:00 - Facul
23:15 - Chegar em casa, tomar outro banho e comer algo.
0:00 - Hora de durmir.

E ainda tenho que arrumar tempo para: 
-Minha namorada
-As minhas 2 bandas que eu toco...
-Minha família
-Meus amigos
-Deus
-Meus estudos e trabalhos...
-blog...


Cara... Ta faltando tempo no meu relógio... xD

Crítica... Sete Vidas(Sevens Pounds)

Posted: by Jean in Marcadores: ,
1


Olá!
Como um amante inveterado de belas artes, eu não poderia deixar de acompanhar também o mundo do cinema.
O último filme que ví foi este em epírafe: Sete Vidas, com o Will Smith e a linda Rosário Dawson.
Claro que expressarei aqui a minha opinião sobre o filme, mas jamais contarei o final dele...=D

Enfim, adorei este filme. Ele conseguiu arrancar algumas lágrimas deste barbado de coração mole.
O enredo é envolvente e a história é emocionante.  Um gênero diferente das histórias convencionais é tecido neste filme fantástico.


Minha nota: 9
Atuação impecável do Will. História comovente. Lição de vida.

Sem dúvida, vale muito a pena assistir este  filme.

O Amor - pt 1

Posted: by Jean in Marcadores:
2

Liberdade de Expressão

É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da "argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.

Importante!!!

Todos os links e arquivos que se encontram no site, estão hospedados na própria Internet, somente indicamos onde se encontra. Qualquer arquivo protegido por algum tipo de lei deve permanecer, no máximo, 24 horas em seu computador. - Eles podem ser baixados apenas para teste, devendo o usuário apaga-lo ou compra-lo após 24 horas. - A Aquisição desses arquivos pela internet é de única e exclusiva responsabilidade do usuário. - Os donos, webmasters e qualquer outra pessoa que tenha relacionamento com a produção do site, não tem responsabilidade alguma sobre os arquivos que o usuário venha a baixar e para que irá utilizá-los. - O usuário que utilizar o site, tem total conhecimento, e aceita os termos referidos acima.