Desilusão?

Posted: terça-feira, 15 de setembro de 2009 by Jean in Marcadores:
1


Resolvi então tirar todas as coisas velhas de meu armário. A cada roupa sua que eu tirava, sumia também um pouco da esperança de restava em meu coração de que um dia você voltasse.

Já eram duas e meia da madrugada e frio tomava conta de meu quarto.
Por três vezes eu cochilei e por outras mil eu chamei o seu nome.

Parecia que a qualquer momento você entraria pela porta do quarto como o de costume, usando aquele roupão lilás que eu adorava tirar.


Eu esperava ansioso o momento em que você entraria novamente embaixo de minhas cobertas e acenderia novamente o fogo em meu coração.

Pena que tudo foi em vão... Sei que você não volta...

Por vezes eu pensei em fugir, e outras eu pensei em mudar.
É... Talvez eu me mude.


Porque não posso simplesmente aceitar que o que antes era somente prazer havia se tornado vício, e o que era vício já havia consumido minha alma.

E parte do meu futuro se foi junto com você... Aquela parte de um futuro bom.

Me perdia em pensamentos de amores passados e desanimava se pensava em todos os amores que ainda viriam.

Novas garotas, novos planetas.
Outra garota, outra oportunidade... mas seria novamente outra miragem?

Ainda falta muito para eu te encontrar? Será que eu tenho ainda muito o que aprender deste jogo chamado amor?


Se você logo vem, eu já não sei mais. Se tudo não passou de uma loucura ou um devaneio, não me importa mais.

Enquanto eu respirar vou lembrar de você. Mas só enquanto eu respirar...


"Feliz do homem que não espera por nada, pois nunca sofrerá desilusão..." (Alexander Pope)

1 comentário(s):

  1. Camilla says:

    Oi Jean.

    Quando gostamos de uma pessoa e de repente não temos mais a sua presença, nos sentimos perdidos, vazios, tristes.

    Eu tenho uma dependência mt forte de algumas pessoas em minha vida, por isso posso dizer que entendo as suas palavras.

    O importante é buscar a cada novo dia um novo motivo para seguir em frente, sorrindo, mesmo que a alma grite de dor.

    Abraço!

    ^^

Liberdade de Expressão

É importante esclarecer que este BLOG, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da "argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.

Importante!!!

Todos os links e arquivos que se encontram no site, estão hospedados na própria Internet, somente indicamos onde se encontra. Qualquer arquivo protegido por algum tipo de lei deve permanecer, no máximo, 24 horas em seu computador. - Eles podem ser baixados apenas para teste, devendo o usuário apaga-lo ou compra-lo após 24 horas. - A Aquisição desses arquivos pela internet é de única e exclusiva responsabilidade do usuário. - Os donos, webmasters e qualquer outra pessoa que tenha relacionamento com a produção do site, não tem responsabilidade alguma sobre os arquivos que o usuário venha a baixar e para que irá utilizá-los. - O usuário que utilizar o site, tem total conhecimento, e aceita os termos referidos acima.